quinta-feira, 31 de março de 2011

Mais delícias...

Como o dindim tava curto, resolvi dar um presente original de natal.  Panetones trufados para  algumas pessoas da minha família.


Bolo de caneca. Outro presente original.

Quem gosta de chokito, fiz um genérico.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Mais uma de minhas delícias...

Cookie americano abrasileirado com castanha de caju.

Minha ajudante ajudando na preparação


Torta trufada de morango. Essa aí levou 1 kg de chocolate branco hummmmmmmm!
Quer um pedaço?
Bolo de aniversário recheado com musse de limão

terça-feira, 29 de março de 2011

Lá se foi o José Alencar

Hoje morreu o guerreiro José  Alencar. Guerreiro por sua luta incessante contra esse maldito câncer. Lutou tanto e mesmo assim sucumbiu... Imagino quantas pessoas diante dessa morte ficaram desanimadas. Afinal o homem tinha grana e não conseguiu se salvar, imagina meros "mortais" como nós?!  Fiquei muito triste com a sua morte, triste por ele e por tdos aqueles que se encheram de esperanças, quando ele em público disse que o câncer não o mataria. Ninguém merece carregar essa doença. Ninguém merece morrer dessa doença. Tinha muito medo de dizer CÂNCER. Achava que não falando esse palavrão ele nunca bateria à minha porta. Até o dia que minha querida sogra adoeceu. Daí percebi que ninguém tá imune a ela. Descobri tb a utilidade de se ter fé(esse é apenas meu pensamento). O principal motivo de ter fé é isso: usá-la quando mais precisamos. Minha sogra teve fé até no fim. Não sei se teria tanta fé assim. Acho que ela era especial, a fé inabalável que ela sempre falou que tinha foi posto em prova no dia do seu diagnóstico. A lição que tirei disso foi agradecer todos os dias da minha vida por acordar, estar em plena saúde(apesar das gordurinhas a mais rsrsrsr...), poder beijar a minha filha saudável e seguir minha rotina de sempre. Isso é que vale a pena, pois isso, dinheiro nenhum compra. Viver intensamente(parece clichê, mas é a pura verdade...)

segunda-feira, 28 de março de 2011

Seria uma visita inesperada?

Aconteceu algo muito estranho comigo ontem. Na hora do almoço, estava eu na internet quando sem querer comecei a cantar uma música que meu tio Luiz amava, a Cabocla Teresa. Comecei a cantarolar com minha voz de rouxinol (rsrsrsrs... não sou boa tanto assim...) e me bateu uma saudade tão grande dele! Já se fazem 1 ano e 8 meses que ele se foi. Aí inevitavelmente chorei. Nesse mesmo momento, o Márcio havia ido ao bar perto de casa comprar umas cervejas. Passados uns 15 minutos ele chegou contando pra mim que estava conversando com um vizinho e comentando sobre o violão que eu tenho(herança do meu tio), que o tal violão era muito antigo e que tava precisando trocar as cordas dele. De repente começa a tocar a mesma música que eu havia cantado aqui em casa( a cabloca Teresa) e que meu tio sempre cantava com o seu violão. E o Márcio me disse que arrepiou. Seria coincidência? Ou uma importante visita? Respeitando todas as crenças do mundo, tenho a convicção que a morte continua sendo um mistério. Quero acreditar que seja sim uma visita de dia de domingo. Assim que sabe diminui um pouco a saudade que sinto. De "quebra" post aqui uma fotinha dele. Do véinho mais cheiroso do mundo.

domingo, 27 de março de 2011

Meu primeiro bolo

Esse bolo foi feito para o pai da Gabi. Não ficou perfeitinho mas me surpreendeu. O recheio foi de trufa com abacaxi. Sucesso total.


Esse bolo foi para o níver da Laura. Tema princesas e recheio de chocolate alpino

Níver da Laura. Bolo da Bela. Minha primeira pasta americana. Fiquei amassando essa pasta americana por 3 horas, parece mentira mais foi verdade. Queimei umas calorias, mas fiquei surpresa com o resultado. Todos amaram. Tô apaixonada, tudo é novidade e parece que estou brincando de massinha na escolinha.

Minha primeira postagem

Diante dessa primeira postagem do blogger voltei ao passado. Me vi pequena, ano de 1987 escrevendo o meu primeiro diário(com chavinha e cadeado dourado) uma breguice só. Queria me desabafar diante das mudanças que aconteciam dentro e fora de mim. Depois de 17 anos escrevendo em diários(todos guardados para um dia meus filhos lerem), estou aqui pela internet para tdos julgarem e opinarem sobre os diversos assuntos que tratarei aqui. Assim todos poderão me conhecer um pouco mais. Sobre meus pensamentos e assombrações e principalmente sobre a minha mais nova atividade-fazedora de delícias.
Amigos, conhecidos e desconhecidos: sejam bem vindos!!!